Post salvo em ‘Escolhas’

Carro ou Canadá?

carro-casa

Olá, amigos de jornada!

O título deste post se trata de uma pergunta que fizemos um para o outro nessa semana, e isso martelou na nossa cabeça deste então.

Nesta semana tivemos um pequeno problema com nosso carro, e precisamos ir até à concessionária comprar a peça para troca. Enquanto eles faziam o serviço, ficamos olhando os carros ali expostos para venda, e nos apaixonamos pela nova versão do modelo que nós temos. Quando fomos perguntar o valor, apenas de curiosidade, o susto: a versão de entrada era R$60 mil.

No caminho de volta para casa, A Saints pergunta para O Saints: “e ai, carro ou Canadá?”. E a pergunta ficou martelando em nossas cabeças. Sim, porque R$60 mil é quase o valor do dinheiro exigido pelo governo Canadense + algumas despesas importantes como WES e IELTS. E o carro não é nada excepcional, um carro bom, mas que na França custa 13 mil euros, em parcelas de 155 euros/mês. Chocante, não?

Resolvemos ficar com nosso carro atual mesmo, e guardar o dinheiro para o Canadá. Entre um carro novo e mudar de vida, nossa escolha é mudar de vida – sem esse abismo de renda existente aqui no Brasil.

Pensamos então em começar a fazer uma espécie de financiamento com nós mesmos: pegaremos o valor que pagaríamos na parcela de um carro e vamos depositar em uma conta que mal temos acesso, para que vire o “Carro Canadá”. Ainda não batemos o martelo se iremos por Québec ou Express Entry, mas temos plena ciência de que o dinheiro precisaremos de qualquer forma.

E assim seguimos a vida.

Abraços.

Estamos vivos!

couple-busy

Olá, pessoal, como vão?

Entramos aqui para ver nossos últimos posts, e ficamos chocados com a data do último post: abril. Por isso viemos dizer: estamos vivos. Ou sobrevivendo, como dissemos há alguns posts.

Parece que foi ontem que ainda era abril. Dá para acreditar que já estamos no segundo semestre? Acredito que não. Este ano passou voando! E dá para acreditar menos ainda que nosso IELTS será em 3 semanas.

Estamos mais tranquilos do que deveríamos em relação ao teste. A Saints fez o TOEFL há pouco tempo, tirou uma nota excelente, e nós dois falamos inglês o tempo inteiro. A partir dessa semana começaremos a fazer alguns simulados para ver a estrutura da prova, enquanto aprimoramos nosso vocabulário escrito.

Nossa dúvida agora está se a Saints vai fazer o TEF, para conseguir os pontos no francês do Express Entry – ou até mesmo tentar uma vaga pelo Québec. Nosso maior impeditivo está sendo o financeiro: ainda não sabemos até que ponto o investimento de cerca de mil reais vale a pena (lembrando que pagamos 1600 pelos dois testes do IELTS).

Neste meio tempo conseguimos acertar todo nosso planejamento financeiro, para que o Canadá se torne um sonho possível. A crise não tem facilitado, os preços sobem em níveis estratosféricos, porém não deixaremos isso nos abalar. Aliás, temos tentado evitar a palavra crise, ou ficaremos desmotivados. Não porque ela não exista, mas sim porque ela torna as coisas um pouco mais dificultosas. Então resolvemos ajustar nosso estilo de vida ao nosso sonho, um sonho que todos sabemos ser caro.

Da nossa documentação das universidades, faltam apenas 1 diploma da pós graduação para que traduzamos e enviemos para validação no WES. Segundo nossas projeções até o final deste ano teremos tudo.

Vamos agora dar continuamento aos testes do IELTS, que é nossa principal meta no momento. Depois do dia 30 decidimos nossos próximos passos…

Abraços.

Les Saints.


1 2 3