Post salvo em ‘Escolhas’

Como Economizar Dinheiro?

Depois que a gente resolve imigrar, parece que a vida é fácil! Apenas estudar, enviar documentação e esperar, certo?

Estamos no começo do processo, e essa fase é uma em que as torneiras do dinheiro estão bem abertas… É um documento aqui, uma prova ali, um exame aqui, e pronto! Quando nos damos conta, são centenas de reais que foram embora.

Sendo assim, como o processo tem demorado um bocado, resolvemos nos organizar financeiramente para que não tenhamos nenhum problema ou surpresa ao longo desses meses, e que possamos chegar no Canadá com uma quantia bem maior do que a exigida, sem deixar de lado a nossa vida cotidiana aqui. Afinal, passar meses angustiados com a espera e ainda ter que deixar a vida de lado não dá, né?

Encontramos neste blog uma dica ótima de como começar uma poupança de R$2 e ter R$2700 ao final de um ano. Para ver, clique aqui. Começamos a fazer, depositando o dinheiro em um cofre que temos aqui em casa e marcando os valores depositados. Vamos ver a quanto chegamos!

cofrinho

Algumas dicas para conseguir controlar a sua vida financeira e aumentar sua poupança:

1. Determine a quantia que vai economizar por mês, por exemplo, 10% de tudo que ganhar no mês. Considere essa economia como uma conta a ser paga, e se pague todo mês assim que o salário cair.

2. Anote tudo o que você gastar naquele mês, e cruze com o que você ganhou em uma planilha. Aqui a gente usa o Google Drive, quem quiser o modelo me avisa que eu compartilho 🙂

3. Quando for ao shopping e querer algo, repense a sua lista de prioridades, e veja se aquilo é realmente necessário, e quão necessário. Eu sei que é difícil, aqui em casa somos bem consumistas, mas temos nos controlado bem.

4. Comece uma poupança com um objetivo. Comprar as passagens aéreas? Juntar o dinheiro exigido para os primeiros três meses? É importante se dizer para qual finalidade aquela economia está indo.

5. Se programe para depositar algum dinheiro na poupança em determinada data do mês. A maioria das poupanças são multi-datas, e tem um rendimento maior em determinado dia.

6. Cozinhe mais do que jante fora. Pode parecer que não, mas isso é uma economia absurda! Aqui em casa gostamos de comer bem, mas estava ficando caro jantar fora todo final de semana. Hoje cozinhamos mais e economizamos um bom dinheiro.

7. Separe o dinheiro da diversão! Economizar não tem que ser um martírio, tem que ser algo que vai ser bom no futuro. Não adianta nada economizar tudo e não ir ao cinema ou jantar fora de vez em quando porque tem que guardar dinheiro. Isso só vai te deixar mal-humorado.

Sendo bem sincero, parece ser muito mais difícil do que realmente é. A pior parte é o primeiro passo, o resto vem com tranquilidade.

Se você tem alguma dica, deixe para a gente nos comentários 🙂 Vamos adorar ver!

Abraços.

Les Saints

Mas Por Que Ir Embora?

download

A pergunta que muita gente com certeza vai fazer para você que decide mudar de vida é essa. Juntamente com essa pergunta vão vir faltas de incentivo para que você não abandone “o seu país”, mesmo que o Brasil tenha te abandonado há muito. Por isso escolhemos pela preservação de nossas identidades até termos as passagens nas mãos.

No meu primeiro blog de imigração, encontrei um texto que escrevi em 2007, e que quando olho hoje, vejo que nada mudou, e que hoje só tenho mais certeza do que desejo.

“É complicado você ser jovem e viver num país que não te dá expectativa alguma de vida. Não quero mais isso.”

Essa frase traduz bem o que eu sentia em 2007 e hoje sinto também. E a coisa se potencializa demais quando você casa e pensa em ter ou já tem filhos. Como criar filhos nessa sociedade? Antes a gente só via as coisas erradas que aconteciam pela televisão ou jornais, hoje você vivencia tudo isso. É horrível viver com medo, é torturante comprar algo que você queira e ficar com medo de que algum ladrão te leve, é angustiante ver tanta impunidade e você ficar refém disso.

Aqui pagamos impostos altíssimos e não temos nenhum retorno. Se não pagarmos escola, os filhos correm o risco de chegar ao ensino médio sem saber ler e escrever direito. Se você não tiver um plano de saúde, morre dependendo do SUS. Financiamos um transporte público que não atende a população e a questão de segurança acho que não preciso nem comentar. Eu tive “sorte” que só fui furtada e assaltada uma vez, porque conheço pessoas que já foram inclusive sequestradas.

E se você acha que isso está restrito à nós, meros cidadãos, está muito enganado. Agora eles assaltam bombeiros em serviço para apagar incêndio (aqui), igrejas (aqui) e até mesmo, acredite se quiser, hospitais (aqui).

Nós pegamos esse tipo de notícia e falamos que vamos colocar na “pastinha” de motivos para ir embora. Toda vez que vemos algo que nos faz desacreditar no futuro do Brasil, falamos “Guarda na pastinha”. Acontece que a pastinha já não está mais cabendo, e daqui a pouco precisaremos de uma biblioteca.

Nossa paciência definitivamente esgotou. Como vamos ter filhos aqui? Que futuro que podemos dar à ele? Até quando vamos viver com medo?

E foram esses motivos e mais muitos outros que nos levaram a querer ir embora. 🙂 E você, quais seus motivos? O que te levou a querer sair do país?

Abraços a todos!

Imagem: Tribuna interpretativa

1 2 3