Post salvo em ‘Motivos’

Mas Por Que Ir Embora?

download

A pergunta que muita gente com certeza vai fazer para você que decide mudar de vida é essa. Juntamente com essa pergunta vão vir faltas de incentivo para que você não abandone “o seu país”, mesmo que o Brasil tenha te abandonado há muito. Por isso escolhemos pela preservação de nossas identidades até termos as passagens nas mãos.

No meu primeiro blog de imigração, encontrei um texto que escrevi em 2007, e que quando olho hoje, vejo que nada mudou, e que hoje só tenho mais certeza do que desejo.

“É complicado você ser jovem e viver num país que não te dá expectativa alguma de vida. Não quero mais isso.”

Essa frase traduz bem o que eu sentia em 2007 e hoje sinto também. E a coisa se potencializa demais quando você casa e pensa em ter ou já tem filhos. Como criar filhos nessa sociedade? Antes a gente só via as coisas erradas que aconteciam pela televisão ou jornais, hoje você vivencia tudo isso. É horrível viver com medo, é torturante comprar algo que você queira e ficar com medo de que algum ladrão te leve, é angustiante ver tanta impunidade e você ficar refém disso.

Aqui pagamos impostos altíssimos e não temos nenhum retorno. Se não pagarmos escola, os filhos correm o risco de chegar ao ensino médio sem saber ler e escrever direito. Se você não tiver um plano de saúde, morre dependendo do SUS. Financiamos um transporte público que não atende a população e a questão de segurança acho que não preciso nem comentar. Eu tive “sorte” que só fui furtada e assaltada uma vez, porque conheço pessoas que já foram inclusive sequestradas.

E se você acha que isso está restrito à nós, meros cidadãos, está muito enganado. Agora eles assaltam bombeiros em serviço para apagar incêndio (aqui), igrejas (aqui) e até mesmo, acredite se quiser, hospitais (aqui).

Nós pegamos esse tipo de notícia e falamos que vamos colocar na “pastinha” de motivos para ir embora. Toda vez que vemos algo que nos faz desacreditar no futuro do Brasil, falamos “Guarda na pastinha”. Acontece que a pastinha já não está mais cabendo, e daqui a pouco precisaremos de uma biblioteca.

Nossa paciência definitivamente esgotou. Como vamos ter filhos aqui? Que futuro que podemos dar à ele? Até quando vamos viver com medo?

E foram esses motivos e mais muitos outros que nos levaram a querer ir embora. 🙂 E você, quais seus motivos? O que te levou a querer sair do país?

Abraços a todos!

Imagem: Tribuna interpretativa

Motivos Para Ir Embora

20140421-102747 PM.jpg

Esse feriado com certeza fez muita gente pensar. Inclusive a gente.

Temos visto pelos grupos de imigração até um certo desânimo pelos prazos e pelos processos burocráticos todos para os processos provincial e federal. Não podemos julgar ninguém, nós dois somos ansiosos por natureza, e ainda estamos na fase de preparação de envio do dossiê e já estamos com a ansiedade a mil.

Bom, aqui em casa dizemos que todos as insatisfações que nos fazem querer mudar de país vão para uma “pastinha”. Claro que a pastinha não existe fisicamente (precisaríamos de uma biblioteca!), mas sempre que vemos algo que nos indigna, dizemos “coloca na pastinha”, “guarda junto na pastinha”.

Alguns bons exemplos do que estão na nossa pastinha:

  • Trabalhamos 5 meses só para pagar impostos. (aqui);
  • Um ovo de Páscoa produzido no Brasil é vendido por menos da metade do preço no Japão. (aqui);
  • Estamos entre os 10 países com o maior número de adultos analfabetos, segundo a Unesco. (aqui);
  • A saúde pública é tão precária que mulheres grávidas tem seus filhos na porta de maternidades, e sem atendimento médico (aqui) ;
  • A Copa do Mundo, que deveria ser um legado, só trouxe prejuízos e desvios absurdos de dinheiro. Inclusive público (aqui);
  • A cada dia mais criminosos se mostram mais poderosos que a polícia, que diariamente é intimidada (aqui);
  • A indústria já considera o ano de 2014 perdido. E detalhe: ainda estamos em abril! (aqui);
  • Em 2014 já pagamos R$500 bilhões em impostos. (aqui) E qual retorno temos destes impostos?
  • A lista é gigante, e poderíamos ficar por horas aqui dizendo aqui tudo que acontece de errado neste país. E não é de hoje, há anos está assim, e piorando a cada dia que passa. É esse futuro que você quer?

    O processo tem demorado em média 3 anos. Mas você tem que se perguntar: três anos de angustias para uma vida inteira de tranqüilidade vale a pena? A resposta para essa pergunta está dentro de cada um. Cada caso é um caso, e cada história é uma história, e o que pode ser bom para a gente pode não ser para vocês.

    Não queremos desanimar vocês. Longe disso. Queremos que todos pensem em todos os lados antes de dar o primeiro passo rumo à essa decisão. O processo é longo? É. É angustiante? Com certeza. Vale a pena? Isso vai de cada um. Das pessoas que conheci que se jogaram nessa jornada, nenhuma sequer pensou em voltar para cá. Acho que isso quer dizer algo, né?

    Boa semana a todos 🙂

    1 2