Post salvo em ‘Pensamentos’

Carro ou Canadá?

carro-casa

Olá, amigos de jornada!

O título deste post se trata de uma pergunta que fizemos um para o outro nessa semana, e isso martelou na nossa cabeça deste então.

Nesta semana tivemos um pequeno problema com nosso carro, e precisamos ir até à concessionária comprar a peça para troca. Enquanto eles faziam o serviço, ficamos olhando os carros ali expostos para venda, e nos apaixonamos pela nova versão do modelo que nós temos. Quando fomos perguntar o valor, apenas de curiosidade, o susto: a versão de entrada era R$60 mil.

No caminho de volta para casa, A Saints pergunta para O Saints: “e ai, carro ou Canadá?”. E a pergunta ficou martelando em nossas cabeças. Sim, porque R$60 mil é quase o valor do dinheiro exigido pelo governo Canadense + algumas despesas importantes como WES e IELTS. E o carro não é nada excepcional, um carro bom, mas que na França custa 13 mil euros, em parcelas de 155 euros/mês. Chocante, não?

Resolvemos ficar com nosso carro atual mesmo, e guardar o dinheiro para o Canadá. Entre um carro novo e mudar de vida, nossa escolha é mudar de vida – sem esse abismo de renda existente aqui no Brasil.

Pensamos então em começar a fazer uma espécie de financiamento com nós mesmos: pegaremos o valor que pagaríamos na parcela de um carro e vamos depositar em uma conta que mal temos acesso, para que vire o “Carro Canadá”. Ainda não batemos o martelo se iremos por Québec ou Express Entry, mas temos plena ciência de que o dinheiro precisaremos de qualquer forma.

E assim seguimos a vida.

Abraços.